22.6.12

Clafoutis de damascos (com pistácios)

Clafoutis de damascos

A luz de Junho em Lisboa quase rivaliza com a bonita e envolvente luminosidade da capital em Outubro, naquela que é a altura do ano preferida pelos fotógrafos. Para mais chegam finalmente os frutos e legumes de Verão, para aquecer o coração e a barriga de quem por eles anseia há longos meses. Mato saudades de curgetes e tomate. Encho-me de cerejas e mirtilos. Afogo as mágoas em pêssegos e damascos. Deixo o olhar na imensidão das avenidas ladeadas por jacarandás. Há um manto azul que cobre os chãos de Lisboa. Estende-se pelos jardins e pelas avenidas como se fosse um mar a perder de vista. Uma espécie de neve colorida que cai sobre a cabeça dos transeuntes, a distribuir magia.

Junho não consta da minha lista de meses favoritos. Mas devia. Um dia há-de ser assim.

Jacarandás em Lisboa
Clafoutis de damascos (com pistácios)

Há uma certeza de que o Verão chegou quando a casa se enche de cestos coloridos, numa paleta de cores entre o roxo azulado dos mirtilos, o vermelho escuro das cerejas e vibrante amarelo dos damascos. E quando do forno saem recipientes pequenos com frutas.

É tempo de clafoutis. Desta feita numa versão menos tradicional, com os damascos a passarem pela frigideira para caramelizar e a fazerem par com pistácios. É a palavra v-e-r-ã-o, soletrada numa taça e celebrada às colheradas.

Clafoutis de damascos (com pistácios)



Clafoutis de damascos (com pistácios)

serve 4

2 ovos grandes
150 ml leite
150 ml natas
75 g açúcar amarelo + 2 colheres (sopa) para os damascos
1 colher (chá) raspa de limão
35 g amêndoa com casca, ralada
20 g farinha de arroz integral torrada (uso da marca Próvida)
20 g amido milho (maizena)
400 g damascos, partidos ao meio e sem caroço
35 g pistácios, ralados grosseiramente
1 colher (sopa) manteiga com sal + extra para as formas
1 colher (chá) açúcar em pó para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Pincele 4 formas individuais de ir ao forno com manteiga e polvilhe com metade dos pistácios ralados. Numa frigideira antiaderente derreta a manteiga. Coloque os damascos com a parte cortada virada para cima e polvilhe com as 2 colheres de açúcar amarelo. Deixe cozinhar 5 minutos, virando os damascos a meio deste tempo. Distribua-os pelas formas, com a parte cortada virada para cima.

Bata os ovos com o açúcar com uma vara de arames. Junte a raspa do limão, as natas e o leite e mexa. Deite a farinha, a amêndoa e o amido de milho e bata até obter uma mistura homogénea. Cuidadosamente, divida a massa pelas 4 formas. Leve ao forno durante 15-20 minutos ou até a massa estar dourada.

Sirva morno ou frio polvilhado com o açúcar em pó e os restantes pistácios ralados.

15 comentários:

  1. Distribua as cerejas pelas formas de forma igual???
    Em que é que ficamos?
    Vou fazer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o que dá fazer copy paste e não reler com atenção! Já está rectificado. ;)

      Por acaso, por cá também ficámos com uma fornada com cerejas, mas nessa versão sem a parte do caramelizar e sem os pistácios. Igualmente bom.

      Eliminar
    2. vende-se farinha de arroz torrada ou é preciso torrar a dita?

      Eliminar
    3. Vende-se já torrada. Costumo usar esta da Próvida http://celeirocidade.com/produto.asp?IdProduto=2190 .

      Eliminar
  2. Sabes, tenho o frigorifico cheio de belos alperces. E por acaso estava a pensar fazer algo semelhante. Quem me dera conseguir algo tão perfeito como esse teu clafoutis :D

    ResponderEliminar
  3. Deliciosa a tua descrição do mês de Junho.
    Também eu fico encantada nesta altura com a abundância, as curgetes, as cerejas, os pêssegos e alperces, adoro :)
    E adorei este clafoutis, uma taça de conforto e verão.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Olá Suzana, tudo bem? :)
    Obrigada por este post que me fez percorrer essas ruas que me deixam tanta saudade...nesta altura do ano sabe tão bem passear pelas avenidas, junto ao jardins cheios de vida e cor...essa neve que falas é tão linda, gosto muito de a ver cair e pintar o chão...

    Quero fazer clafoutis, nunca fiz, ando a prometer já desde o final do verão passado, acreditas?...mas depois os frutos de verão foram embora e a ideia acalmou mais. Agora sim, vou poder reforçá-la e sem dúvida que com damascos é uma excelente escolha! Gostei muito da combinação dos pistacios...levo comigo ;)
    Um beijinho e tem um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  5. Suzana,

    O teu clafoutis ficou perfeito. Ainda ano comi damascos este ano, mas nao me importava nada de os comer assim...

    Beijinhos e bom fds

    ResponderEliminar
  6. É das minhas sobremesas favoritas...com damascos e pistácios deve ser ótimo! Ficaram deliciosos :)
    Bom fim de semana...

    ResponderEliminar
  7. Hmm é tão bonito o teu texto e concordo plenamente! Lisboa tem sempre uma cor linda e diferente de qualquer parte do mundo. Adorei o teu cafoutis.. tenho um a sair agora mesmo do blog tb :) beijo

    ResponderEliminar
  8. Ficou perfeito...
    Uma excelente maneira de dar as boas vindas ao Verão...
    Obrigado por partilhares...
    Beijinhos e bom fim de semana...

    ResponderEliminar
  9. Otima receita, excepcionais fotos, excelente texto. Aqui começa o inverno, o que provocará uma receita d clafoutis com sabores invernais. Abraços!

    ResponderEliminar
  10. Realmente um pouco diferente a nível de sabor no original, mas uma excelente aposta, acho que a combinação resulta muito bem!

    Ficou lindo e adorei o facto de serem assim em tacinhas mais pequenas :)

    ResponderEliminar
  11. OI! Sabe o que? COLHEMOS NOSSA PRIMEIRA SAFRA de PÊSSEGOS aqui no Brasil (Minas) e adivinhe? Vou fazer seu clafoutis!!!!! Amanhã compro os pistaches e te mando a foto. Quem sabe, um dia, você vem aqui cozinhar comigo no ovos quebrados. Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dri! Espero que fique bem. Depois diga se gostou. ;)

      Eliminar

Obrigada pelo seu comentário!