16.4.12

Pão de Soda com sementes para um viajante

Pão de soda com sementes // Soda Bread

Viajar é abrir a porta do mundo. Escancarar janelas para tantas realidades que os dedos das mãos não chegam para as contar. É sonhar acordado com lugares e pessoas que a distância e o tempo fazem por afastar. Ter alma de viajante é pensar no próximo destino com um olho no seguinte. É apostar que os obstáculos são também parte do caminho e viajar é superá-los. É querer dar a volta ao mundo.

Quando eu era miúda prefira ler a ver televisão. As possibilidades da palavra escrita nas páginas dos meus livros ganhavam aos pontos à realidade fixa do ecrã. O que eu queria era poder construir na minha cabeça os cenários que lia, sem outras imposições. Imaginar as personagens, pintar-lhes uma cara e dar-lhes uma voz. Dos desenhos animados guardo a emoção da imagem e do som em passo acertado e o esquecimento das deixas e da estória. A não ser que por detrás dos bonecos houvesse um livro. Um livro a sério. Empolgante e cheio de aventuras. Como a Volta ao mundo em 80 dias de Júlio Verne.

Pão de soda com sementes // Soda Bread

O meu convidado de hoje chama-se Willy Fog. À minha porta, um leão enfarpelado com fleuma. Uma postura de estado que apenas os Britânicos desempenham sem perder a ironia. Combinamos uma refeição rápida. Quero saber para onde vai. Com quem. Quando volta. A que horas. E porquê. Responde-me com um convite. São 80 dias são, 80 nada mais, a dar a volta mundo eu vou. Rumo a Suez até Hong Kong, Bombaim, Singapura, Calcutá. São 80 dias são, 80 nada mais, em barco, elefante e comboio. Anda vem, vem connosco vem e tudo correrá bem.

E eu fui. Viajei por este mundo e por outros. À boleia de um desenho animado que me prometeu a volta ao mundo e me mandou ainda Da Terra à Lua e numa Viagem ao centro da Terra. Agradeci-lhe e segui. Não sem antes lhe servir uma fatia de pão de soda com marmalade e uma chávena de chá.

Pão de soda com sementes // Soda Bread

Esta é minha participação na 3ª edição do projecto "Convidei para jantar" (muito bem) recebida este mês na Suvelle Cuisine e cujo tema é personagens de desenhos animados.



Pão de Soda com sementes
A partir de uma receita de Michele Cranston, Comfort, Real Simple Food

faz 1 pão

450 g farinha T55, peneirada
50 g sementes (usei de papoila, sésamo e girassol)
500 ml buttermilk (ou misture igual quantidade de leite gordo + 2 colheres sopa sumo de limão numa tigela, deixe actuar durante 10 minutos e mexa com uma colher)
raspa de 1 laranja grande
2 colheres (chá) bicarbonato de soda
1 colher (chá) sal
2 colheres (sopa) manteiga derretida

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Forre uma forma rectangular com papel vegetal e pincele com um pouco de manteiga. Coloque a forma no forno para ir aquecendo. Misture os ingredientes secos numa tigela grande e abra uma cova ao meio. Gradualmente, vá deitando o buttermilk e mexendo com uma colher até obter uma massa húmida. Retire a forma do forno e deite a massa. Regue com a manteiga restante e leve ao forno por 20-25 minutos. Baixe a temperatura para 150ºC e coza mais 25-30 minutos, ou até espetar com um palito e este sair seco.

Sirva morno com manteiga e doce.

17 comentários:

  1. Lembro-me tão bem de ver o Willy Fog! E também eu queria ir com ele nas viagens, viver todas aquelas aventuras e peripécias. Mas sempre achei que 80 dias era muito pouco para dar a volta ao mundo e ver tudo com olhos de ver - ou seja, desde pequena que já queria conhecer o mundo ao pormenor lol, são mesmo coisas de crianças e que se mantém pela vida fora!
    Este pão de soda é bem simples de executar. A testar na fornada tripla do próximo fim de semana!

    ResponderEliminar
  2. Gostei tanto, Suzana!
    Muito bom mesmo.
    Beijos
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que alguém se lembrou do Willy Fog! Ele nunca poderia ficar de fora destes convites. Ele não, que nos ajudou a ter uma infância tão repleta de aventuras. Obrigada por este bocadinho, por poder recordar. Quanto ao pão, tentador! Estou certa que ele adorou.
    Um abraço
    Guida

    ResponderEliminar
  4. Que bom era, em miuda, sonhar que acompanhava o Willy nas suas viagens e aventuras...lembro-me tão bem Susana.
    Quanto ao pão...deliciosamente tentador,

    beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Que bem me lembro do Willy Fog, das suas aventuras e da inveja (boa) que sentia dele! É tão bom recordar...e viajar :)
    Um pão de soda (ando há tanto tempo para experimentar uma versão deste pão) perfeito.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Suzana, adorei ler-te e relembrar um livro e uns desenhos animados que já tanto me fizeram também viajar e sonhar e acreditar que podemos ir tão longe com os pés colados ao chão.
    Uma boa leitura combina na perfeição com uma chávena de chá e uma fatia pão com doce. :))
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Querida Suzana,
    Que texto LINDO! Eu é q dei a volta ao mundo com as tuas palavras! (E no teu pão! ;) )
    Um grande beijinho
    Sofia

    ResponderEliminar
  8. Ainda hoje tenho um filme dele que os meus filhos veem!!!Belas memórias!
    Este pão seria sem dúvida do agrado do Willy...

    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  9. Que saudades!... Também adorava o willy fog. Estou certa de que adoraria esse pão. O cenário para o receber ficou lindo!
    Babette

    ResponderEliminar
  10. Suzana,

    Há algum tempo que não passava por aqui.

    Adorei esta tua viagem na companhia de (também) um grande amigo da minha infãncia. :) Quando eu era pequena, infelizmente, não tinha livros. Só os da escola. De modo que a televisão era a grande companhia nas minhas viagens de fantasia. E como adorava o Willy Fog! Tanto, que há pouco tempo, comprei alguns episódios da série, para rever. Este e outros personagens animados ainda hoje povoam a minha imaginação e, agora, sim, felizmente, também em livros de várias texturas, cores, tamanhos que sei lá.

    O chá e o pão doce são uma sugestão muito boa.

    Um grande beijinho.

    Paula

    ResponderEliminar
  11. que bela recordação :)por momentos parece que viajei à infância :) de certeza que o Willy adorou o pão! um beijinho

    ResponderEliminar
  12. Olá Suzana:)
    Também eu adorava ver o Willy Fog e a sua gatinha Romy:) Que boas memórias este desafio me tem trazido, tão bom relembrar coisas há tanto tempo adormecidas...!
    Gostei muito desse pão de soda e de certeza que o Willy também gostou:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Fantástica participação!!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  14. Suzana,

    Bela escolha de personagem infantil. Eu tambem via o Willy Fog (leao) e adorava, alias muito mais giros os desenhos animados do que os filmes.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Uma vez experimentei fazer uma receita de soda bread da Ina Garten e não correu muito bem... Este está com um ar delicioso, com aquele topo que se adivinha crocante... Fotos e textos que nos levam a viajar, como sempre :)
    Um beijo e bom fim-de-semana, Suzana.
    Teresa

    ResponderEliminar
  16. Suzana,

    Acabo de conhecer teu blog e já estou apaixonada!!! De antemão, registro que estarei sempre aqui lendo e testando suas receitas...


    Parabéns pelo teu trabalho, primoroso!

    bjks

    Ritha

    ResponderEliminar
  17. Suzana,

    Acabo de conhecer teu blog e já estou apaixonada!!! De antemão, registro que estarei sempre aqui lendo e testando suas receitas...


    Parabéns pelo teu trabalho, primoroso!

    bjks

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!