17.12.10

Sonhos de Natal com açúcar e canela

Donuts // Doughnuts

Sonhos que sonhei, onde estão? Andam por aí, cobertos de açúcar e a cheirar a canela. São sonhos da época a anunciar o Natal. Comidos entre dois dedos de conversa e com a cabeça nos presentes. Partilhados. Há quem os tenha em calda de açúcar e há quem os faça de abóbora, como a minha mãe. Há sonhos para todos os gostos e para todas as pessoas. É que os sonhos são o que quisermos. Só precisam de ser sonhados.

Muitos dos doces típicos da quadra natalícia são fritos. É o caso dos sonhos que dependendo da zona do país apresentam diferenças consideráveis na sua confecção e nos ingredientes utilizados. Estes são feitos apenas com farinha e leite e necessitam de levedar. São os preferidos da minha sogra para quem o Natal só fica completo se houver sonhos. Podem ser apenas polvilhados com açúcar e canela ou mergulhados numa calda doce, para os mais gulosos.

Sonhos com açúcar e canela

Sonhos de Natal com açúcar e canela

para 16-20 sonhos (dependendo do tamanho)

100ml leite
1 colher (sopa) manteiga
1 ovo, ligeiramente batido
1 colher (sopa) açúcar granulado
1/4 colher (chá) sal
1/4 colher (chá) noz moscada (moída na altura)
1/2 colher (chá) fermento seco
175g farinha + extra para amassar

Óleo vegetal (usei Girassol e Amendoim da espiga) suficiente para encher cerca de 5cm do tacho utilizado

açúcar granulado e canela para polvilhar

Aqueça o leite com a manteiga apenas até esta derreter. Reserve. Numa tigela grande, coloque a farinha e o fermento seco (ou proceda de acordo com as instruções da embalagem). Junte o sal e a noz moscada e mexa com um garfo. Faça uma cova ao meio. Verifique se o leite está apenas morno, adicione o ovo batido e verta esta mistura na cova da farinha. Vá mexendo com um garfo incorporando cada vez mais farinha até a massa começar a formar uma bola. Polvilhe uma superfície com farinha e retire a massa da tigela. Amasse delicadamente durante 2 minutos ou até a massa deixar de agarrar à superfície. Coloque numa tigela pincelada com óleo e cubra com um pano. Deixe levedar num local sem correntes de ar durante 45 minutos ou até a massa ter duplicado de tamanho.

Coloque a massa numa superfície enfarinhada e estenda com uma rolo da massa ou usando apenas as mãos até ficar com uma espessura de cerca de 1 dedo. Corte os sonhos com um cortante de bolachas redondo de 3-4 cm ou do tamanho que desejar (pode fazer mais pequenos ou maiores). Cubra com um pano e deixe levedar novamente 20-30 minutos.

Encha um tacho com o óleo até atingir cerca de 5cm. Aqueça o óleo e quando este estiver quente, frite os sonhos (3 ou 4 de cada vez, dependendo do tamanho do tacho), 1 minuto de cada lado. Transfira para um prato com papel de cozinha para retirar o excesso de óleo e arrefecer ligeiramente. Passe os sonhos por uma mistura de açúcar granulado e canela. Sirva no dia em que são feitos.

Se preferir pode fazer uma calda com 4 colheres de sopa de água e 2 colheres de sopa de açúcar. Ferva até atingir um ponto fraco e misture uma pitada de canela em pó. Mexa bem e deixe arrefecer. Coloque os sonhos já fritos numa taça e regue com a calda. Esta é também uma boa opção para servir os sonhos no dia seguinte a terem sido fritos (neste caso não passe por açúcar e canela).

12 comentários:

  1. Quem ficou agora a sonhar por um sonho desses fui eu! As fotos estao lindissimas.

    Beijinhos e bom fds

    ResponderEliminar
  2. Se eu sonhasse um sonho, seria certamente este. Pequeno, doce, aromático e acompanhado! Gostei muito! Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  3. Adoro sonhos e já experimentei algumas versões mas gosto deles simples, assim como estes :)

    ResponderEliminar
  4. Eu gosto deles com abóbora, mas parece-me que também gostarei dos teus com o travo da noz moscada. Nada como fazer uma leva de cada um deles :)

    ResponderEliminar
  5. Eu sonhos com os sonhos de abóbora da minha mãe, sem calda e bem ocos.
    Mas com estes tb me satisfazia e bem! :)

    ResponderEliminar
  6. Para mim já bastavam assim, com açúcar e canela!
    As fotos estão lindas.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  7. Que lindos ficaram os seus sonhos! dá vontade de roubar um da tigelinha ;-) Beijinho

    ResponderEliminar
  8. nunca fiz sonhos fazemos sempre as filhoses
    mas aperecem muito bons.
    hum que cheiro a natal no ar
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. desde que mudei do alentejo para o Porto, tenho vindo a conhcer outros sabores de Natal. Este ano vai ser o ano da rabanada, adoro e por isso estou-me a dedicar na busca da melhor receita.
    Vou guardar esta de sonhos para o proximo ano, está decidido Natal de 2011 vou me dedicar aos sonhos.

    Feliz Natal!!

    ResponderEliminar
  10. Desde que mudei do alentejo para o Porto, tenho vindo a conhcer outros sabores de Natal. Este ano vai ser o ano da rabanada, adoro e por isso estou-me a dedicar na busca da melhor receita.
    Vou guardar esta de sonhos para o proximo ano, está decidido Natal de 2011 vou me dedicar aos sonhos.

    Feliz Natal!!

    ResponderEliminar
  11. Ai, ai... eu sou doidinha pelos doces fritos do Natal, aquela célebre frase de que Natal é quando um homen quer, para mim é: sonhos de Natal é quando eu quero.

    Beijocas e boas festas

    ResponderEliminar
  12. Um sonho de receita, esta!...
    Também fazem parte da nossa mesa de Festas...
    Aproveito para te desejar umas Boas Festas, na companhia de todos os que te são queridos!
    Babette

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!