8.12.10

Livros favoritos de 2010 e uma sopa de beterraba

Livros favoritos // Favourite books

De cigarros, uísques caros e caviar estou a salvo. Os meus vícios são conhecidos e em nada se assemelham com tabaco, bebidas ou iguarias raras. Perco-me por ténis, viagens e livros. Uma tríade que enche os sonhos, me leva a fazer as malas ou me faz esperar ansiosamente pelo correio. Talvez o maior de todos seja o meu vício por papel impresso. Sim, os meus livros continuam a ser em papel. Um dia hei-de render-me aos ebooks. Mas ainda não é agora. Compro livros da mesma forma como leio. Compulsivamente. Enchem paredes, mesas e bancadas e acompanham-me em permanência de uma divisão para a outra. Muitos são livros de cozinha, relacionados com comida ou só remotamente ligados à gastronomia. São todos lidos e relidos. Vividos com dedicação.

Ao longo do ano, compro muitos livros (ou livros a mais, conforme a perspectiva). Escolhi uma mão cheia. São 5. É uma escolha emocional baseada no livro, no autor ou nas receitas. Ou em todos. De cima para baixo na fotografia que abre este texto:
1) the flavour thesaurus ;
2) Kitchen: Recipes from the Heart of the Home de Nigella Lawson;
3) Tender II de Nigel Slater;
4) Cozinheira Ideal de Alda de Azevedo (é um livro antigo, o original data de 1948, a 20ª edição que tenho é de 1974) e
5) I Know How to Cook de Ginette Mathiot.
Proponho-vos uma receita de cada um destes livros nos dias que se seguem. Hoje começo pelo meu preferido.

The Flavour Thesaurus

Para escolher só um, the flavour thesaurus é o meu livro deste ano. E não é um livro de receitas. Pelo menos no estrito sentido do conceito. Niki Segnit escreve como se falasse sentada ao meu lado com uma chávena de chá numa breve discussão sobre combinações de sabores. O círculo onde são enunciados os diversos sabores oferece uma visualização dos "pares" possíveis e o livro é organizado segundo ingredientes que se conjugam entre si (apenas dois a dois). A propósito de cada par de ingredientes, a autora conta histórias, refere exemplos e referências e por vezes sugere receitas. Não são na maior parte dos casos receitas estruturadas com quantidades específicas (a não ser nos bolos e bolachas) mas antes ideias e apontamentos.

A receita que trago é uma sopa de beterraba. Borscht ou barszez. Uma sopa ucraniana, polaca ou russa com sabores fortes e uma cor magnífica. De acordo com o livro de 1846 de Louis-Eustache Audot, citado por Niki Segnit, uma sopa será borscht, com ou sem carne, desde que leve o líquido de cor vibrante proveniente das beterrabas, confeccionadas separadamente. Esta é a minha interpretação de borscht.

Borscht

Sopa de beterraba (borscht)

4 pessoas, como refeição

2-3 beterrabas, assadas (usei esta receita) + o líquido
2 cebolas médias, picadas
2 dentes de alho, picados
1 colher (sopa) azeite
1 folha louro
2 colheres (sopa) polpa de tomate
3 nabos compridos, em fatias
3 cenouras, em cubos
2 batatas grandes, em cubos
200g feijão manteiga, cozido (e escorrido)
750ml caldo de carne (ou de vegetais)
1 colher (sopa) de sumo limão
Salsa picada, para servir

Numa panela, deite o azeite e junte o louro, a cebola e o alho. Adicione a polpa de tomate, as cenouras os nabos e as batatas e mexa 2 minutos. Tempere com sal, junte metade do caldo e deixe cozinhar em fogo brando por 15 minutos. Acrescente o feijão, as beterrabas picadas e o resto do caldo. Deixe ferver destapado por 5-10 minutos, até reduzir ligeiramente o caldo. Junte o líquido das beterrabas e rectifique o tempero. Para servir, regue com o sumo de limão e polvilhe com a salsa picada.

12 comentários:

  1. Lindinha,

    A ideia de fazeres uma receita de cada um dos teus livros favoritos do ano é muito boa. Quanto à escolha, dois dos livros não conheço, mas os três primeiros estão neste momento na minha mesa de cabeceira. Sublinho que o Nigel Slater é uma paixão de que tu és a principal responsável (prometo que te devolvo o DVD no próximo fds!)

    bjs

    ResponderEliminar
  2. Depois destas referências, lá terei que acrescentar mais uns quantos títulos ao meu pedido para este Natal. :)

    Gostei muito.
    Um beijinho,

    ResponderEliminar
  3. Queria a tua sorte :) Esta borscht é bem diferente das que tenho visto, normalmente são cremes, sem pedacinhos de legumes mas acho muito mais piada assim como fizeste :)

    ResponderEliminar
  4. Confesso que este livro que elegeste como "o livro" já estava na minha wish list. Os outros ainda não. Mas, como aind anão pus a Carta ao Pai Ntal no correio, acho que vou acrescenta-los....pedir não custa! Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  5. Tenho alguns,gosto especialmente do Nigel mas fiquei muito curiosa quanto ao 1º que nunca tive oportunidade de ler.
    Gosto da receita assim como de legumes.
    Beijo

    ResponderEliminar
  6. pois eu tive com o livrinho na mao na semana passada e peguei-lhe pelo menos duas vezes, mas nao me convenceu, apesar de lindo... deve ser a costela cozinhante que me falta, nao me consegui render... mas q é jolie, é, e muito :)
    tá boazinha?
    **s

    ResponderEliminar
  7. "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o
    principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu
    nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da
    Eternidade, Príncipe da Paz" (Isaías 9:6).

    Estamos felizes porque Jesus nasceu para todos nós.
    Comemoramos esta grande bênção não apenas em um dia especial
    de dezembro, mas em todos os dias do ano. Ele nasceu porque
    nos amou e nós O amamos por ter nascido para nos salvar de
    todos os pecados. Glórias a Deus!

    Obrigado Senhor... aceite, como presente, o nosso coração.
    FELIZ NATAL!!!
    Bjs!

    ResponderEliminar
  8. hehe mas que belas escolhas
    so tenho pena de o meu ingles ser mau senao ia me deliciar nesses livros
    a sopa esta com uam cor mesmo apelativa
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Estou com a Laranjinha, mais uns livros para a minha lista! Cheira-me que este vai ser o primeiro, fiquei encantada :)

    Beijo grande *
    Mariana

    ResponderEliminar
  10. Suzanita,
    Sinto-me uma completa ignorante, nunca comi sopa de beterraba e não tenho nenhum desses livros :( mas gostava :)

    ResponderEliminar
  11. Eu tenho o mesmo vício: livros!
    Ainda hoje os meus pais me pediam para eu lhes arranjar outra opção de presente de Natal, mas o que fazer, é o que eu gosto.
    Não conheço o primeiro, mas vou anotar para juntar à lista, afinal, há sempre espaço para mais um. e par mais um par de ténis. :)
    Tenho uma receita de borscht para experimentar que ainda nunca calhou, mas como gosto de sopa de beterraba, acho que esta fará as minhas delícias.

    Gostei muito da ideia, fico à espera das próximas.
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  12. suzana,
    compartilho o mesmo sentimento com você sobre os impressos. baixei alguns ebooks e comprei os mesmos exemplares em papel hehe
    ainda são, pra mim, mais prazerosos que o digital. um dia tb me rendo =)

    ótimas dicas de livro! obrigada!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!